frente

Janaina critica empresa: "Sangue está sendo derramado na 163"

Por Da Redação em 13/10/2021 às 16:54:55

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) criticou o que classificou como "inércia" e descumprimento de contrato por parte da empresa Rota do Oeste, que detém a concess√£o da BR-163 em Mato Grosso, pela n√£o duplica√ß√£o da rodovia.

Janaina disse apoiar a cria√ß√£o de uma Comiss√£o Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a conduta da empresa. A ideia foi proposta pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB).

"Quero externar a preocupa√ß√£o com o sangue que vem sendo derramado na BR-163. É um absurdo o n√£o cumprimento por parte da concession√°ria da duplica√ß√£o da BR-163", criticou.

Para a deputada, o Legislativo deve assumir o protagonismo na cobran√ßa de respostas por parte da concession√°ria, ainda que se trate de um assunto de √Ęmbito federal, lan√ßando m√£o, se for preciso, do uso da Procuradoria-Geral da Casa e da estrutura do Parlamento para fazer o que for preciso.

"N√£o tem explica√ß√£o o que a Rota Oeste est√° fazendo com a 163 e n√£o tem explica√ß√£o a inércia daqueles que deveriam estar agindo para salvar vidas", disse.

Para Janaina, a proposta feita por Russi deve contar com o apoio dos 24 parlamentares da Casa por se tratar de um assunto que tem incomodado a todos e que tem gerado cobrança por parte da população.

"Eu acredito que essa CPI seja necess√°ria sim. É um trecho que est√° dentro de Mato Grosso e nós precisamos trabalhar para adotar as medidas legais necess√°rias contra a Rota Oeste pela inércia e descumprimento da concess√£o", avaliou.

Descrédito

A emedebista salientou que a população já nem mais acredita quando se fala em duplicação da BR-163 e lembrou que a obra já foi "mote de campanha de mais de 10 deputados".

"O que precisamos fazer é unir for√ßas com o Governo do Estado, deputados federais e Governo Federal. Sabemos que é burocr√°tico, mas precisamos agir com mais celeridade, pois cada fim de semana é tragédia atr√°s de tragédia", afirmou.

Para Janaina, tentar firmar um novo acordo com a concession√°ria n√£o se trata mais de um caminho vi√°vel.

"Ela j√° teve tanto tempo para fazer a duplica√ß√£o e sequer demonstrou a vontade ou sinalizou que faria. Cada dia tem um acidente l√°, v√°rias vidas j√° se foram e acredito que caiba uma a√ß√£o mais contundente da Assembleia, inclusive para subsidiar as a√ß√Ķes do Governo Federal", afirmou.

CPI

O presidente do Legislativo, Max Russi, pediu para que os demais deputados avaliem a possibilidade de abertura da CPI na Casa. Na semana passada, o deputado j√° havia salientado que a concession√°ria arrecada quase R$ 500 milh√Ķes por ano em ped√°gios, mas n√£o tem dado retorno à popula√ß√£o.

"N√£o entendemos como essa concession√°ria est√° operando. É obriga√ß√£o do Governo Federal, tudo bem, mas como que ela est√° recebendo quase meio bilh√£o por ano e n√£o faz a duplica√ß√£o, n√£o cumpre o seu compromisso? O Governo tem que tomar uma posi√ß√£o, tem que tomar partido", criticou.

Outro lado

Por meio de nota, a Rota do Oeste afirmou que aguarda a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que ainda está em andamentro na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Confira a íntegra da nota:

"O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), parte importante da solu√ß√£o para retomada das obras de duplica√ß√£o na BR-163/MT, segue seu curso administrativo na Ag√™ncia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). N√£o h√° risco de perda de validade do documento antes da assinatura pelas partes, que deve ser efetivada após aprova√ß√£o de seu conteúdo final pela diretoria do órg√£o federal.

A Concession√°ria ressalta ainda que confia na efetiva√ß√£o da proposta pela Ag√™ncia e acredita que esta é uma solu√ß√£o melhor para os usu√°rios da rodovia. Independentemente da data exata de assinatura, o reinício das obras para o próximo período seco n√£o se altera".

Fonte: Mídia News

Comunicar erro
banner 2

Coment√°rios

banner 3