frente

Professor dá dicas para bons resultados em prova objetiva

Por Da Redação em 25/11/2021 às 09:21:41

No próximo domingo (28) candidatos farão a segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Dessa vez, as questões são objetivas com múltipla escolha e abrangem os temas relacionados a ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Para ajudar o estudante a se sair melhor na prova, o GD falou com o professor de cursinhos Sidney Farina, que oferece várias orientações para o sucesso no dia.

Farina é discente de física e fundador da Escola do Farina, tradicional em Cuiabá. O educador ministra cursinhos preparatórios há mais de 30 anos.

Segundo o mestre, duas dicas primordiais para êxito em qualquer seletivo são: confiar no que sabe e manter a calma. Além disso, ler e entender o que a questão diz é decisivo.

"O que eu digo para todos os estudantes é observar a questão com um olhar clínico. Não exige um conhecimento de conteúdo muito avançado. Entender o que a questão está falando. Os conhecimento relativos à formulas, regras são suficientes" , garante o professor.

O profissional afirma que ler com calma o texto e entender os elementos que o texto transmite irão potencializar as chances de acerto. Após isso, ele recomenda ler bem as alternativas e descartar as que são discrepantes.

"Ao ler, ele vai perceber que há algumas alternativas que são absurdas. Isso em todas as disciplinas. Se captar os elementos do texto, juntar com os conhecimentos que você já tem e depois partir para a leitura das opções para entender o que é coerente. Confie em você e mantenha a calma. Não existe fórmula mágica", orienta.

Ao longo de décadas de experiência, o professor narra que os conhecimentos para se dar bem na prova os candidatos têm. O que é preciso é a habilidade de interpretação os elementos que as questões trazem.

Outra recomendação do professor é ser prático. Ao ler a questão e identificar o que ela aborda, a chance de resolvê-la é muito grande. Do contrário, se for muito trabalhosa é melhor pular para a seguinte e assim não comprometer o tempo.

"Se perceber que a questão é muito trabalhosa, isso pode te deixar perturbado. Então abandone essa questão e vá para a próxima e vá fazendo assim com todas as questões. Resolva todas que você consegue fazer de imediato e não se perturbe com as mais difíceis. É provável que elas sejam poucas, pois a prova é muito endossada. Elas têm questões fáceis, médias e difíceis", pontua.

Farina argumenta que uma prova balanceada tem predominância de questões fáceis. Terminadas as mais simples, o candidato deve voltar e tentar sanar as que ficaram para trás. Por último tentar as que leu e achou o enunciado "estranho".

Ele destaca que o a Teoria da Resposta ao Item (TRI), metodologia adotada pelo Ministério da Educação para correção de provas do Enem, considera a coerência dos acertos e leva em conta a quantidade de questões fáceis que o candidato acertou. Assim, o erro de itens mais difíceis não o prejudica.

"Não conseguiu resolver? Não se perturbe. Você não será prejudicado. A TRI te pontua pelas questões que você responde dentro de um senso. Um aluno não pode errar questões fáceis. As médias ele pode, mas não deve errar. Agora, as questões difíceis já é esperado o erro. O TRI mede muito bem esse senso de acerto", alerta.

Em Mato Grosso, 49.170 candidatos se inscreveram para realizar a prova. Hoje principal meio de ingressar em universidades públicas e privadas. Destes, 72,3% compareceram no primeiro dia de prova. Em âmbito nacional, a taxa de presença foi de 74%, a menor desde 2005, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Unep).

Fique atento aos horários em Mato Grosso

28 de novembro- 2º dia

Abertura dos portões: 11h
Fechamento dos portões: 12h
Início das provas: 12h30
Saída sem caderno de questões: 14h30
Saída com caderno de questões: 17h
Término das provasa: 17h30

Fonte: GD

Comunicar erro
banner 2

Comentários

banner 3