Advogado é detido por acusação de agredir e abusar da namorada

Por Da Redação em 29/11/2021 às 23:15:44

Um advogado de 56 anos, identificado pelas iniciais M.P.B, foi detido suspeito de agredir, amea√ßar e abusar da namorada, na noite de s√°bado (27), em Cuiab√°. O caso aconteceu em um condomínio do Bairro Goiabeiras.

Conforme o boletim de ocorr√™ncia, registrado na madrugada de domingo (28), o advogado teria ingerido bebidas alcoólicas e misturado com medica√ß√Ķes, depois de ficar irritado com o resultado do jogo entre Palmeiras e Flamengo.

O time paulista saiu vitorioso na final da Libertadores.

A assistente administrativa, de 42 anos, alegou no documento que est√° em um relacionamento com M.P.B h√° aproximadamente dois meses. Antes disso, ela teria ficado pelo mesmo período com ele - dois meses - mas teria terminado a rela√ß√£o por, segundo ela, sofrer agress√Ķes constantes. A vítima teria registrado outros boletins de ocorr√™ncia e solicitado, inclusive, uma medida protetiva contra o advogado.

Segundo ela, o advogado fazia chantagem emocional e ligava todos os dias, dizendo que "estava carente por causa da morte da sua m√£e". A mulher acabou cedendo e reatando o namoro, consequentemente retirando a medida protetiva contra ele.

A mulher retornou a Cuiab√° - ela havia mudado de cidade - para morar com o advogado.

Segundo o boletim, ela estava ao telefone com um parente, quando M.P.B come√ßou a ofend√™-la. Com ciúmes, ele a chamou de "gorda" e disse que era a namorada "mais feia que ele j√° havia tido".

Segundo a mulher, o advogado constantemente usava de humilha√ß√Ķes e intimida√ß√Ķes para for√ß√°-la a fazer o que ele queria.

Quando o advogado, segundo o boletim, come√ßou a acus√°-la de trai√ß√£o, a mulher teria descido até a portaria para pedir ao porteiro que "ficasse de olho" no apartamento, pois ela estava com medo.

Ao retornar, o homem teria tirado a calcinha da vítima e introduzido os dedos em suas partes íntimas para "ver se ela tinha transado com o porteiro". O homem, ent√£o, teria feito uma sequ√™ncia de insultos e viol√™ncia verbais.

A mulher acionou a Polícia e o advogado teria amea√ßado jog√°-la da sacada.

Ela solicitou uma medida protetiva de urg√™ncia contra M.P.B. Os dois foram encaminhados para a delegacia e a Polícia Civil investiga o crime.

Fonte: GD

Comunicar erro
banner 2

Coment√°rios

banner 3